Minha Amante
Dia desses, não sei onde e tão pouco sei quem foi o autor, li um artigo que recomendava ser de extrema necessidade do homem ter uma amante. Dizia o artigo que uma amante é necessária para extravasar os sentimentos, melhorar o desempenho físico e mental, evitando consequentemente, problemas de saúde. Como já estou na terceira idade e com tendência hipocondríaca, nada melhor que um remédio natural, para prolongar meus dias, sem risco de qualquer efeito colateral. Decidi então, procurar uma amante. Depois de muito procurar, afinal não poderia ser qualquer uma, optei por uma conhecida da minha esposa. Não era muito jovem, mas considerando a minha idade, era tudo que eu precisava para resolver meu problema. Por outro lado, ela ciente das suas deficiências, assim que o tempo de validade ia vencendo, procurava um profissional competente para se renovar temporariamente. Como era de se esperar e com tanto olho gordo, o romance sofreu uma solução de continuidade. Mesmo contra a sua vontade, ela foi obrigada a me abandonar. Veio o desespero, até porque já estávamos juntos há alguns anos. Tentei por três vezes a reconciliação, mas não foi possível. Constituí um advogado, fiz vários recursos, impetrei mandado de segurança, todos indeferidos. Diante da situação, embora muito contrariado, resolvi aceitar a penalidade que o destino me impôs. Fui ao fundo do poço, fiquei depressivo, enclausurado na minha própria residência e o meu sentimento é que eu era um prisioneiro da operação lava jato, sem a tornozeleira eletrônica, cumprindo prisão domiciliar. Para amenizar tamanho sofrimento procurei ajuda com uma reciclagem psicológica. Após dois meses, que para mim duraram uma eternidade, recebi a alvissareira notícia que ela iria regressar. Assim sendo, não acreditando, mas na expectativa de ser verdade, me dirigi ao local determinado para o encontro. Para minha grata surpresa, lá estava ela, radiante e linda como a vi pela primeira vez. Não me contive, corri ao seu encontro e a abracei com ternura e sofreguidão. A propósito, no artigo que li, amante não é uma pessoa do sexo oposto, mas sim um sonho ou objeto de desejo que ocupe totalmente os seus pensamentos e que seja merecedor do seu amor. Portanto o que eu mais amei e o que mais desejei nos últimos dois meses foi ter minha amante de volta. Desse modo, alcançado o meu objetivo, posso dar as boas vindas à minha amante querida, minha insubstituível Carteira Nacional de Habilitação, a qual eu prometo solenemente que nenhum Contarato vai nos separar novamente.

Por: Cecílio Andrade de Oliveira

VOLTAR!